4 cidades no Japão que não podem ficar fora do seu roteiro

Está planejando sua viagem para o Japão e não sabe que cidades incluir no seu roteiro? O país tem lugares incríveis, é verdade. As vezes pode ser difícil escolher entre tantas opções. Para te ajudar nessa tarefa, selecionamos 4 cidades que não podem ficar de fora. Elas mesclam um pouco de cultura, história, gastronomia e religião. Tem cidades mais modernas e agitadas, outras mais tradicionais e tranquilas.

 

Vamos às 4 cidades!

 

1. Tokyo
A capital japonesa, com certeza, precisa ser visitada. A maior e mais populosa cidade do país, cheia de luzes e atrativos. Coisas para colocar no seu roteiro aqui não vão faltar! Entre jardins, museus, arranha-céus, monumentos e templos, encontre um tempo para admirar seus contrastes.

Lá você pode ver um prédio moderno com alta tecnologia de construção ao lado de um templo centenário, as mulheres vestidas em kimonos e as tribos urbanas de Harajuku ou um fast food americano ao lado de um restaurante tradicional em que o senhorzinho prepara a comida há anos da mesma forma, como aprendeu com seu pai.

 

2. Kyoto
Kyoto é a capital cultural do país. Estar na cidade é como voltar algumas centenas de anos para ver um Japão do passado. Chegar pela estação central de trem engana, já que ela é super moderna. Basta andar um pouco pela cidade para perceber que as ruas são mais estreitas, as casas ainda tem a arquitetura de antigamente e que a arte está presente em cada canto.

A principal atividade em Kyoto é visitar templos. E são muitos. É interessante ver como o budismo e o xintoísmo, as duas principais religiões do Japão, convivem entre si. A tradição está tão presente que ainda é possível ver geishas pelas ruas, com alguma sorte.

 

3. Osaka
Osaka é a terceira maior cidade do Japão. Isso quer dizer muita gente e muita coisa pra fazer. Tem o Castelo de Osaka cheio de história, tem arranha-céu, tem ruas movimentadas, tem museus e até parque temático, como a USJ – Universal Studios Japan.

Apesar de tantas atrações, quem fala mais alto na cidade é a comida e o nosso estômago agradece. Seja em uma barraquinha de rua, em um restaurante simples ou em um jantar sofisticado, é praticamente certo que você vai comer muito bem. Não por acaso, uma das principais atrações de Osaka é a Dotombori, uma rua só de restaurantes.

 

4. Hiroshima
O Japão é um país lindo, mas nem tudo são flores quando olhamos para sua história. Muitos conflitos. O que o mundo todo lembra é da primeira bomba atômica, que os Estados Unidos jogou em Hiroshima. O impacto foi grande no Japão, na guerra, no mundo. A cidade ficou totalmente destruída e os efeitos da radiação ficaram por gerações.

O Parque da Paz conta toda essa história triste, de um jeito bonito. De forma a deixar lições para que fatos como este não se repitam e com o intuito de espalhar a paz pelo mundo. O local está cheio de homenagens e de símbolos.

O deslocamento entre elas é simples. A malha ferroviária do Japão é excelente e você pode conhecer praticamente o país inteiro de trem. As estações são sempre bem localizadas e de fácil acesso e o JR Pass ajuda bastante pela facilidade e praticidade.

(Imagem: Tokyo Tower | Crédito: via Visual Hunt)