Etiqueta japonesa

O Japão é um país muito diferente do Brasil. Essa diferença é visível não só na aparência das pessoas, mas em aspectos culturais. O que fazer durante as refeições? E em uma visita à casa de alguém? O que pode e não pode em ambientes públicos?

É claro que existe uma tolerância com turistas, mas é sempre bom estudar as boas maneiras antes de chegar ao local e evitar pagar mico ou se passar por mal-educado.

Seja educado
A reverência é a forma de cumprimentar pessoas. Nada de abraços, beijo no rosto ou aperto de mão. Os olhos acompanham, não se curve e fique olhando para a outra pessoa. Quanto maior a amplitude do movimento, maior a demonstração de respeito.

A harmonia do grupo é muito importante para os japoneses, por isso eles não costumam entrar em discussões, mesmo que seja algo simples como definir o restaurante do jantar. Via de regra, eles costumam concordar com o que os outros dizem, mesmo que não seja a verdadeira opinião ou vontade deles.

 

Ao visitar amigos ou parentes
O sapato que anda na rua não entra em casa. O mesmo vale para templos e outros estabelecimentos. É questão de higiene. Descalce os seus antes de entrar e deixe-os no lugar designado. Geralmente, chinelos ficam disponíveis para caminhar do lado de dentro. Atenção redobrada para meias encardidas ou furadas. Para os banheiros existe um chinelo especial que você vai encontrar na porta. Troque-os antes de entrar também.

Quando for visitar alguém, é simpático levar um presentinho. Pode ser um souvenir, algo de comer ou algo típico da sua cidade ou país. Vale mais a intenção e a lembrança que o presente em si.

 

Postura em ambientes públicos
Assoar o nariz em público é considerado falta de educação. É preciso ser discreto e não fazer barulho. Se estiver gripado, convém utilizar máscaras. Observe os japoneses, eles usam com frequência.

Evite falar no celular em transportes públicos ou mesmo conversar em tom alto. Trens, metrôs e ônibus são lugares bastante silenciosos. Mensagens de texto são permitidas e você logo vai perceber a grande habilidade que os japoneses têm em digitar com velocidade.

 

Na hora de comer
O hashi (os palitinhos usados nas refeições) deve ser utilizado apenas para levar a comida ao seu prato e à sua boca. Nada de usar para puxar recipientes, passar comida para os outros ou gesticula-los. Os dois hashis vão sempre na mesma mão, nunca um em cada. E jamais espete-os no arroz, pois isso é feito quando alguém morre.

Para tomar caldos e sopas, leve a tigela à boca. Ao contrário do Brasil, fazer barulho ao tomá-las não é falta de educação e mostra que você está apreciando a comida.

Quando sair para beber, encha os copos dos outros antes de encher o seu. Se o seu copo estiver vazio, alguém vai completá-lo, então se quiser parar de beber, deixe-o pela metade.

Essas são apenas algumas dicas que podem te ajudar no convívio e a entender um pouco a cultura japonesa. Preste atenção ao comportamento deles para compreender cada vez mais. Aproveite a experiência e divirta-se!

(Imagem: Removal | Crédito: amirjina via Visual Hunt)