A história do cão Hachiko – Shibuya

O cachorro é o melhor amigo do homem. Essa frase descreve com perfeição a história de Hachiko, um cão da raça akita que se tornou Patrimônio Nacional do Japão por sua lealdade.

O Dr. Eisaburo Ueno, professor do Departamento Agrícola da Universidade de Tokyo, e Hachiko se conheceram em 1924 e se tornaram amigos inseparáveis. Eles moravam no bairro de Shibuya e todos os dias o professor caminhava até a estação para tomar o trem e ir para o trabalho. O akita o acompanhava todas as manhãs e depois retornava para a estação pontualmente às 16 horas para buscá-lo e ambos voltarem juntos para casa.

Em maio de 1925, o Dr. Ueno sofreu um AVC na universidade e faleceu. Hachiko, na época com cerca de 1 ano e meio de idade, esperou pelo seu dono por horas nesse dia. Ele teve outros donos, mas sempre fugia e retornava para a casa de Shibuya, com a esperança de reencontrar o professor. Quando percebeu que ele não morava mais naquele lugar, passou a esperá-lo na saída da estação de trem, como costumava fazer.

E ali ele ficou, dia após dia, na chuva, no sol ou na neve, aguardando pacientemente por quase 10 anos. Em 8 de março de 1935 ele faleceu e comoveu o país todo. Seus ossos foram enterrados junto aos do Dr. Ueno e seu corpo empalhado e exposto no Museu Nacional de Ciência do Japão. Todos os anos, nesta data, uma cerimônia solene é realizada na estação de Shibuya em sua homenagem.

Um ano antes de sua morte, Hachiko ganhou uma estátua erguida em frente à estação onde ele passou anos esperando. Infelizmente, ela foi derretida durante a II Guerra Mundial, mas uma réplica foi instalada no mesmo local, em 1948.

Há também uma estátua semelhante em frente à estação de Odate, província de Akita, local onde Hachiko nasceu. E uma do cão com seu dono em Tsu, província de Mie, cidade natal do Dr. Ueno. A mais recente homenagem é a estátua que simboliza o reencontro dos dois e foi instalada em 2015 no Departamento de Agricultura da Universidade de Tokyo, onde o professor lecionou por muitos anos.

Esta história ficou tão famosa que foi parar nas telinhas do cinema. O filme japonês “Hachiko monogatari” conta a história de lealdade do cão e foi lançado em 1987. Um remake americano, estrelando Richard Gere, foi gravado e chegou ao Brasil em 2009 com o nome “Sempre ao seu lado”.

A estátua virou ponto turístico. Basta descer na estação Shibuya, na JR Yamanote Line ou JR Saikyo Line, e procurar a saída Hachiko.

(Imagem: Hachiko | Crédito: vapourtrails via VisualHunt / CC BY-NC-SA )

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>