O que fazer em Nara?

Nara já foi capital do Japão. Hoje, é uma das referências do país quando se fala em história e cultura. Com uma infinidade de templos e santuários e grande influência budista, a cidade guarda alguns tesouros que merecem ser conhecidos.

Um deles é o templo Todai-ji, o cartão postal da cidade e um dos mais significativos do Japão. Foi construído no ano de 752 para ser o templo budista mais importante da província, tarefa que foi muito bem sucedida. No seu interior fica a maior estátua de bronze de buda do país, com 15m de altura.

Outra grande atração de Nara é o templo Horyu-ji, um dos mais antigos do Japão e o que tem a estrutura de madeira mais antiga do mundo. Além disso, ainda guarda algumas estátuas de buda centenárias. Sua fundação é do ano 607.

Dentre tantos templos, a cidade ainda tem espaço para santuários xintoístas e o mais conhecido é o Kasuga Taisha, construído para proteção espiritual de Nara. O local é famoso por suas lanternas. Centenas delas. As de bronze ficam penduradas no prédio e as de pedra indicam o caminho para chegar no santuário. Elas se acendem apenas duas vezes por ano, durante festivais que acontecem em fevereiro e agosto.

O Kofuku-ji já foi um templo gigantesco. Hoje, ficaram apenas dois prédios de grande valor histórico. Para quem vem da estação de trem, é o primeiro templo do Nara Park. Também ficam no parque o Todai-ji e o Kasuga Taisha, além do Nara National Museum. Centenas de bambis circulam livres pelo terreno por serem considerados mensageiros divinos, pelo xintoísmo.

Nara fica localizada próxima a Kyoto. A principal estação de trem, a JR Nara Station, fica a 45 minutos da estação central de Kyoto, pela JR West Line.

(Imagem: Todaiji Nara | Crédito: RageZ via Visual hunt)